Publicidade

Consultas SCPC Online: (Acesso restrito)
Código:   Senha:   


Notícias

<< Voltar

O Leão Morde 1 Trilhão

Amplie a foto

O Impostômetro, painel eletrônico da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), atinge hoje, às 16h30, a marca de R$ 1 trilhão. O valor representa o total em tributos que saiu do bolso dos consumidores e entrou nos cofres públicos do início do ano até este horário. O montante será registrado 15 dias antes do observado em 2011. Em outras palavras, a arrecadação deste ano está mais ligeira do que a verificada no ano anterior, devendo terminar 2012 com um total de R$ 1,6 trilhão, comparativamente, R$ 100 bilhões a mais do que em 2011.

 

Essa é uma maneira de mostrar ao brasileiro a realidade tributária do País. Do preço de uma lata de óleo de cozinha, por exemplo, 26% são tributos embutidos. Do detergente, 30,3% são tributos. 
 
Esses percentuais entram nos cofres dos governos federal, estaduais e municipais na forma do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS), por meio do Programa de Integração Social (Pis) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), entre outros tributos e taxas cujos nomes são conhecidos da população, mas seus efeitos não são evidenciados para todos.

 

O painel Impostômetro estima a arrecadação do País desde 2005, quando foi instalado na fachada da sede da ACSP, na rua Boa Vista.
 
O ritmo no qual os tributos entram nos cofres públicos também pode ser acompanhado pela Internet, por meio do site do painel (www.impostometro.com.br).
 
Além de monitorar o arrecadado no País, o contribuinte pode expressar sua opinião a respeito da evolução do recolhimento dos tributos e sobre a forma como o governo vem usando o dinheiro público por meio do hotsite www.horadeagir.com.br. 
 
Nesse portal, o contribuinte se manifesta por meio de comentários e vídeos. Ele pode também pressionar os deputados federais – com o envio de mensagens – para colocarem em votação e aprovarem o projeto de lei 1472/2007, que determina que o valor dos impostos embutidos nos produtos seja discriminado nas notas fiscais. Desta forma, ficará evidente o tamanho da mordida do Leão.

Fonte: Diario do Comercio

 

 


<< Voltar
Sophus Tecnologia